sexta-feira, 12 de agosto de 2011

GOVERNO APRESENTA DETALHES DO PROJETO DE MOBILIDADE URBANA SALVADOR-LAURO DE FREITAS


Foto: Carla Ornelas/Secom
Os detalhes da decisão de se utilizar o metrô como resultado do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) da Mobilidade Urbana de Salvador e Lauro de Freitas, publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (11), foram apresentados em entrevista coletiva, na Secretaria do Planejamento (Seplan), por representantes do Governo do Estado e das duas prefeituras. 

Segundo o secretário Zezéu Ribeiro, será um contrato executado na modalidade de parceria público-privada (PPP) sem muitas das limitações das obras públicas. “Dividindo-se o canteiro de obras em diversas frentes e tendo controle técnico, institucional e social sobre o trabalho, antes da Copa poderemos estar viajando de metrô em Salvador”. 

De acordo com ele, os recursos para a conclusão da ‘linha 1’, até Pirajá, estão assegurados. O secretário informou que nos 22 quilômetros da ‘linha 2’, entre o Acesso Norte e Lauro de Freitas, serão investidos R$ 2,4 bilhões. Essa linha será interligada à ‘linha 1’, ambas alimentadas por outros modais de transporte, inclusive o BRT. “Este é um processo estruturante de longo prazo. A Bahia é defasada historicamente no sistema de transporte e de articulação da mobilidade”, afirmou.
Obras complementares
Do total a ser investido, conforme o secretário, R$ 1,6 bilhão é relativo ao metrô especificamente, e os outros R$ 800 mil vão para as obras complementares. “Os recursos do PAC Copa serão negociados com o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica, e não estão incluídos neste montante”, explicou Zezéu. 

Ele disse que o governo federal patrocinará o financiamento. O Estado irá captar e executar a obra. Já os municipais irão fazer o licenciamento, conceder a anuência e participar da elaboração dos projetos. “O que estamos fazendo neste momento é mostrar que foi pactuado, no plano das prefeituras e dos governos estadual e federal, um compromisso de realizar a maior obra no sistema viário da Bahia em todos os tempos”.
Metrô é solução a longo prazo
O Procedimento de Manifestação de Interesse, de acordo com o coordenador do Grupo Técnico do PMI, Antônio Alberto Valença, registrou inscrição de 11 empresas, das quais uma foi desclassificada e sete apresentaram propostas. “O processo de urbanização observado nas grandes cidades é constante. O metrô é o que pode oferecer resposta por um prazo mais longo, ou no futuro nós teríamos que ficar improvisando. A idéia é ter a solução mais duradoura possível”. 

Segundo ele, para as vias complementares, a pretensão é construir a Avenida 29 de Março, ligando a Paralela à BR-324, concluir a Gal Costa e implantar a ligação Retiro-Calçada e Iguatemi-Pituba. O trem do Subúrbio [Ferroviário] também será recuperado e ligado ao sistema. “O metrô, que mais tarde poderá ser ampliado até Cajazeiras, precisará de uma malha alimentadora, porém a parte principal é justamente o sistema viário já existente”.
Lauro de Freitas
Para a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, a obra resolverá muitos problemas vividos pelos moradores do município. “Com certeza, a integração da Estrada do Coco com a Paralela e o sistema de transporte de massa de qualidade e moderno vai dinamizar toda a área, dando mais conforto à população. Fico muito feliz que tenha sido pensado com o caráter metropolitano”. 

Pelo Governo do Estado, participaram também da apresentação os secretários de Comunicação Social, Robinson Almeida, e de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro. Pela Prefeitura de Salvador, esteve presente o secretário da Casa Civil, João Leão, e, por Lauro de Freitas, o secretário de Trânsito e Transportes, Paulo Araújo.
Fonte: AGECOM

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade