terça-feira, 12 de julho de 2011

População elege novos membros para Conselho de Cultura

Os novos 18 membros do Conselho Municipal de Cultura de Lauro de Freitas foram eleitos neste domingo (9) e serão empossados no dia 19, após a publicação do resultado no Diário Oficial do Município. Composto de 90 pessoas da sociedade civil, o eleitorado movimentou a Escola de Cadetes Mirins onde a votação ocorreu das 9h às 15h. O ato democrático ilustra a gestão participativa executada pela administração municipal desde 2005. Este é o 22º Conselho Municipal implementado nessa administração.
Membro do Terreiro Ajagunã, Railton Rodrigues (44) fez questão de participar da votação. “Queremos gente nossa no Conselho para defender interesses do povo de Candomblé”, destacou. As palavras foram reforçadas pela também seguidora Edna Maria da Paixão (55). “Precisamos difundir nossa cultura que ainda é muito discriminada”, ressaltou. Cabe ao Conselho de Cultura a garantia do pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, além de incentivar a valorização e difusão das manifestações culturais e religiosas.
O secretário municipal de Cultura, Antônio Lírio, explica que com a regularização do Conselho, a população começou a participar de forma mais efetiva das decisões de caráter cultural do município. “Nossa prefeita inaugurou a era dos conselhos, não somente na criação, mas principalmente na valorização e oferta de condições de trabalho”, afirmou. Entre as atribuições do novo corpo está ainda à elaboração do calendário de festas da cidade, fiscalização das atividades das entidades culturais conveniadas à prefeitura, bem como a administração de um Fundo Municipal de Cultura que em Lauro de Freitas já foi aprovado pela Câmara e responde por 1% do orçamento público.
Segundo Lírio, a criação do Conselho de Cultura foi uma exigência do poder público e não da sociedade civil, como costuma ser com a maioria dos conselhos. “Com certeza estamos elegendo conselheiros comprometidos com a difusão da cultura em nosso município”, finalizou Lírio. O vice-presidente do Conselho e presidente interino após o falecimento de Raimundo das Neves, o secretário de Governo, Ápio Vinagre, afirma que a implantação cumpre ao disposto nas Leis Municipais n°. 1.322 de 02 de Dezembro de 2008 e 1.385 de 26 de novembro de 2010. “A formação de conselhos sempre foi uma luta da sociedade civil para ter um controle maior daquilo que ocorre na gestão pública. Nós vencemos essa luta e hoje temos vários conselhos implementados em nosso município”, finalizou o secretário.

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade