quinta-feira, 14 de julho de 2011

Maior obra de drenagem de Lauro de Freritas terá início em uma semana

Foto: João Raimundo
O projeto que detalha o desvio do Canal dos Irmãos foi apresentado, na noite desta terça-feira (12) em audiência pública pela prefeitura de Lauro de Freitas e a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder). Durante o evento, que aconteceu no auditório do Pólo Universitário Santo Amaro de Ipitanga (Pusai), ficou acertado que as obras terão início já na próxima semana. Orçada em pouco mais de R$ 6,5 milhões, a obra tem por finalidade desviar o curso do canal na altura da entrada do condomínio Encontro das Águas diretamente para o rio Joanes. Atualmente, ele atravessa a Estrada do Coco em direção à Avenida Luiz Tarquínio e segue paralelo a esta via até desaguar no rio Ipitanga, contribuindo com as enchestes em diversos trechos da cidade.

Esta prevista a revitalização de duas lagoas, que servirão como regularizadoras do fluxo, e a construção de 1500 metros de canal. Segundo o diretor de habitação da Conder, Ubiratan Cardoso, esta será a intervenção mais importante de drenagem pluvial já realizada no município. “Vai diminuir muito as inundações no centro da cidade”. Ele explica que os trabalhos serão iniciados a partir do rio Joanes, em direção à montante. Assim, os benefícios poderão ser sentidos paulatinamente, e não apenas quando o projeto for concluído. Esta prevista a revitalização de duas lagoas, que servirão como regularizadoras do fluxo, e a construção de 1500 metros de canal.

De acordo com a prefeita Moema Gramacho, em alguns trechos será preciso derrubar muros irregulares e até mesmo entrar em áreas particulares. No entanto, a diretora de Projetos da Secretaria de Planejamento, Candice Lira, explica que este tipo de intervenção só ocorrerá quando não houver alternativas. “Onde a topografia permitir, faremos de tudo para não causar transtorno aos moradores”. Segundo ela, a maior parte da obra será de ingerências “pontuais”, sem representar dificuldades à população. A prefeita pretende realizar nova audiência no início de agosto. Segundo ela, cada etapa será discutida com os moradores e o projeto poderá ser revisto durante sua implantação para minimizar os transtornos à população. O estudo para a confecção do projeto teve início em 2006.

O prazo para conclusão é de 16 meses e as obras serão financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), por meio do Ministério das Cidades. Paralelamente, já está em execução a obra de macrodrenagem da Luiz Tarquínio, que compreende investimento de R$ 2,5 milhões.

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade