sexta-feira, 22 de julho de 2011

Lauro de Freitas festeja 49 anos de emancipação


         A cidade de Lauro de Freitas comemora, no próximo dia 31, o 49º aniversário de emancipação política com cortejo cultural, missa solene,  show com a banda Calypso e atrações locais. O cortejo cultural, no dia 30, a partir das 9h, vai levar às principais ruas do centro escolas da rede municipal e 16 grupos culturais, num espetáculo que encanta a todos. Os eventos também marcam o lançamento do Ano do Cinquentenário.

A formação do município teve início ainda no século XVI, e se confunde com a própria história do povo brasileiro. A freguesia Santo Amaro de Ipitanga, fundada em 1578, teve destaque na expulsão dos holandeses, entre 1624 e 1625, e na independência da Bahia. A Igreja Matriz, maior patrimônio arquitetônico da cidade, serviu como base de refúgio para os portugueses. A sua cultura foi forjada entre a casa grande e a senzala, das matrizes européias e africanas fermentadas nos engenhos de açúcar.   

Para a prefeita, Moema Gramacho, a data de emancipação representa um momento de recordar não apenas os 49 anos, mas a formação histórica e cultural do seu povo. A independência política, iniciativa do então vereador da capital Paulo Moreira de Souza, permitiu crescimento mais saudável, deixando de ser subúrbio de Salvador e apêndice de Camaçari. Assim, a região perdeu seu nome original, Santo Amaro de Ipitanga, para homenagear Lauro Farani Pedreira de Freitas, que morreu em acidente durante campanha ao governo do Estado, em 1950. A escolha do nome fez parte de manobra para facilitar o processo de emancipação, assim como ocorreu com a cidade de Simões Filho. Ipitanga, em tupi, significa Água Vermelha.

Quando foi emancipada, em 1962, Lauro de Freitas tinha 210 km². Ao passar dos anos, perdeu a Base Aérea e as localidades de São Cristóvão, Valéria, Pirajá e Itapuã, reduzindo o território a 59 km². Hoje o município é um dos que mais cresce no país. A população aumentou em 44% nos últimos dez anos, representando a segunda maior densidade demográfica do Estado. Em 1980 eram apenas 35 mil habitantes. Hoje, com 163 mil, Lauro de Freitas é o principal vetor de crescimento da Região Metropolitana de Salvador.   

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade