sexta-feira, 1 de julho de 2011

Contemplados em editais promovem a diversidade cultural da Bahia

22 projetos contemplados nos editais da Fundação Pedro Calmon/SecultBA assinam Termo de Acordo e Compromisso nesta segunda-feira, 04


A Fundação Pedro Calmon/SecultBA promove nesta segunda-feira, 4 de julho, às 9h, uma reunião para assinatura do TAC (Termo de Acordo e Compromisso) com os vencedores dos editais 2009 e 2010. Voltados para apoio a projetos de incentivo à leitura, edição de autores baianos e culturas negra e LGBT, os 22 projetos aprovados possuem uma diversidade temática, envolvendo áreas como: comunicação, religiosidade, leitura, gênero, quilombos, cinema e capoeira, dentre outras. 

Dentro do conjunto, serão contempladas iniciativas da capital, da Região Metropolitana de Salvador e de municípios do interior da Bahia. Alguns são voltados para o público infanto-infantil, a exemplo do livro O Poderoso Chinelinho, de Maria José Simões Gonçalves, ou para o combate à homofobia, como a Iº Parada da Diversidade da Chapada Diamantina, proposta por Edicácio Souza de Jesus. Há também idéias de incentivo à leitura como o projeto PRAQUELE, da Associação de Estudantes de Ciências de Paulo Afonso, no Território de Identidade Itaparica. A convergência entre essas iniciativas é a propagação do conhecimento e a abrangência ao maior público possível.    

Entre os contemplados, a Associação Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu – Acbantu, foi selecionada no edital de 2009 de Cultura Negra, com o projeto: Kizooga Bantu Taanu: as heranças do Povo Bantu na Bahia escritas por seus descendentes. Para a gestora da Associação, Ana Maria Placidino, o projeto ajudará a canalizar todas as pesquisas realizadas pela organização, além de difundir e preservar a cultura Bantu em todo Estado da Bahia, principalmente em comunidades quilombolas. “Além de fortalecer as pesquisas da Acbantu, o projeto irá promover um compartilhamento da oralidade, por meio de cartilha, e a preservação do patrimônio cultural Bantu com as oficinas de lingüística e culinária”, ressalta.Integrante da equipe de coordenação de editais da FPC, Sesnando Melo Santos acredita que tais projetos possuem importantes contribuições em suas respectivas áreas e que foram contemplados pela abrangência de seu público alvo. “O objetivo é que esses projetos possam promover, em seus respectivos lugares, mais acesso à cultura e ao conhecimento, por meio da leitura, da informação, do respeito e da valorização das culturas identitárias”.

Serviço
O quê: Reunião de assinatura do TAC editais 2009/2010
Quando: Dia 4 de julho, às 9h
Onde: Sala de reunião da Fundação Pedro Calmon/SecultBA

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade