segunda-feira, 25 de julho de 2011

Caem em 16% os índices de homicídios na Bahia

A Bahia registrou uma redução de 16% nos índices de homicídios no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2010. Este foi o principal destaque do balanço apresentado pela Secretaria da Segurança Pública nesta quarta-feira (13), no Hotel Pestana, em Salvador.

A capital baiana apresentou queda de 13,5% no número de homicídios e a Região Metropolitana de Salvador (RMS) teve uma redução de 8,2%. Entre os bairros de Salvador onde houve maior redução dos crimes violentos letais intencionais (CVLI), estão Periperi e Centro (21%), Cajazeiras (29,51%), Pituba (33,33%) e Boca do Rio (36,36%).

Segundo o secretário Maurício Barbosa, os resultados são consequência da implementação das diversas ações do governo para combater a criminalidade, com destaque para o programa Pacto pela Vida e a criação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável pelo aumento nos índices de elucidação dos crimes.

Citou a implantação das bases comunitárias de segurança em bairros que apresentam altos índices de criminalidade, observando que a população do Calabar foi a primeira a contar com os serviços da base de segurança e que, a partir do próximo mês, o Complexo do Nordeste de Amaralina terá três em funcionamento.

Entre as ações desenvolvidas por meio do Pacto pela Vida e que resultaram na redução da criminalidade, estão operações policiais de combate ao tráfico de drogas, desarticulação de quadrilhas e prisão de traficantes, além da ampliação da estrutura de investigação dos crimes.

"O resultado de 16% é bastante considerável. Estamos trabalhando para implementar as bases de segurança, fazendo com que o Pacto pela Vida consiga entrar nessas comunidades, reduzindo ainda mais os índices de criminalidade", disse o secretário.

De acordo com os dados da SSP, em 2010, foram registrados na Bahia, nos primeiros seis meses, 2.706 assassinatos, contra 2.273 neste ano. Na capital, foram computados 793 homicídios neste primeiro semestre, em contraste aos 917 registrados no mesmo período do ano passado. Na RMS, aconteceram 306 assassinatos em 2010 - número reduzido para 208 nos seis primeiros meses deste ano.

Outros números

No quesito roubos, em todo o estado, os índices também apresentaram reduções nos primeiros seis meses deste ano: de 4%, em roubos de veículos (4.416 em 2010 e 4.240 em 2011), de 6,2%, em estabelecimentos comerciais (2.058 em 2010 e 1.931 em 2011), de 1,1%, em residências (704 em 2010 e 696 em 2011), e de 5%, em roubos a transeuntes (14.673 em 2010 e 13.935 em 2011), sempre comparando com o mesmo período do ano passado.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, afirmou que o combate à violência ganhará mais 30 bases de companhias especializadas, totalizando 59. O objetivo é reforçar o policiamento principalmente no interior.

Na prevenção a crimes contra o patrimônio, o destaque é a criação da Força-Tarefa de Repressão a Assaltos Contra Instituições Financeiras. O grupo atua em especial no interior, combatendo crimes contra agências bancárias e transporte de valores.

Desde o início da atuação da força-tarefa, dez quadrilhas foram desarticuladas, com 52 assaltantes, além da apreensão de grande quantidade de fuzis, metralhadoras e explosivos. Seis bases foram montadas nos municípios de Juazeiro, Itabuna, Vitória da Conquista, Itaberaba, Barreiras e Amargosa.

"A força-tarefa da Secretaria da Segurança Pública congrega policiais militares, civis e rodoviários estaduais, além de conclamar o apoio das empresas que operam na área de agências bancárias, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Estamos todos trabalhando para reduzir também as ocorrências de roubos a bancos no estado", declarou o delegado-geral da Polícia Civil, Hélio Jorge Paixão.

Disque-Denúncia

Criado para estimular a delação de criminosos por meio do Disque-Denúncia (3235-0000), o Baralho do Crime mostrou bons resultados como ferramenta que permite à população o acesso, de forma prática, à identidade dos bandidos mais procurados do estado.

Depois de lançado, a polícia baiana, numa operação conjunta com a paulista, capturou em São Paulo quatro pessoas apontadas nas cartas, entre elas Fagner Souza da Silva, o ‘Fal', líder da organização criminosa Comissão da Paz e responsável pela conexão com a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). Outros três bandidos foram presos graças ao apoio da população, que passou a interagir ainda mais com a polícia baiana.

1 comentários:

É porque tá faltando muniçâo pra bandidagem.

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade