terça-feira, 28 de junho de 2011

Fundação Pedro Calmon celebra o 2 de Julho

No dia 2 de julho de 1823, os baianos expulsaram definitivamente as tropas portuguesas do território brasileiro. Desde então, neste dia, o povo sai às ruas para comemorar a data mais importante da Bahia: O Dois de Julho. Unidade da Secretaria de Cultura do Estado e guardiã da memória da Bahia, a Fundação Pedro Calmon se junta aos baianos para saudar os Heróis da Independência, através de uma série de ações que serão realizadas com o objetivo de aprofundar o conhecimento deste importante fato da história do Brasil.

As atividades começarão no dia 1º (sexta-feira) com uma homenagem à mártir da Independência, Joana Angélica, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Lapa (Avenida Joana Angélica, Centro), às 18h. Na oportunidade, o historiador Ubiratan Castro de Araújo falará sobre a importância da religiosa, quando tentava defender as tropas brasileiras do ataque das forças portuguesas. Essa ação conta a parceria da Rádio Excelsior (840 AM), que transmitirá o evento ao vivo.

Cortejo - Já no dia 2, a Fundação Pedro Calmon estará nas ruas participando do cortejo, com performance artista e cultural e distribuição do informativo Folha Literária especial sobre a Independência da Bahia, incluindo o hino oficial do Estado, o Hino ao Dois de Julho. A presença da Fundação será animada pelo artista Adailton Poesia e o grupo Tambores da Raça que participarão das duas etapas do desfile: pela manhã, da Lapinha ao Pelourinho, e à tarde, do Pelourinho ao Campo Grande.

Situada na rota do desfile, a Biblioteca Anísio Teixeira (Ladeira de São Bento) abrirá suas portas no dia 2 de julho, das 9h às 17h, para abertura da Exposição Heroínas da Independência da Bahia, uma mostra em homenagem às mulheres que lutaram pela Independência do Brasil na Bahia: Maria Felipa, Maria Quitéria, Joana Angélica e as lendárias Caretas de Saubara, representantes do Recôncavo Baiano. Imagens revelarão a representação popular sobre essas mulheres, como a figura da Cabocla, que une história e religiosidade.

Ao pé do Caboclo - durante os dias 03 a 05 de julho, das 9h às 18h, a Praça Campo Grande receberá o projeto “Ao Pé do Caboclo”. Feira de Livros, sessão de autógrafos, contação de história e performances artísticas acontecerão em volta do monumento em homenagem ao Dois de Julho, em uma ação que leva à comunidade informações cívicas que reforçam a importância da Bahia no processo de independência do Brasil. Além da Biblioteca Móvel, com estantes e mesas repletas de livros e revistas (cerca de 2 mil títulos), haverá apresentação teatral, músicos, poetas e violeiros. Publicações - Além da Folha Literária especial, a Fundação Pedro Calmon preparou uma série de materiais informativos e didáticos que narram o contexto histórico da independência, as principais batalhas, a participação das cidades baianas e os personagens heróicos. Esse material está sendo distribuídos em todas as atividades alusivas à Independência do Brasil na Bahia. “Todo brasileiro, especialmente os baianos, devem conhecer o processo histórico que culminou com a independência do Brasil do poder colonial. São referências de coragem, determinação e, acima de tudo, união do povo baiano em nome da soberania nacional”, destaca Ubiratan Castro de Araújo, historiador e diretor-geral da Fundação Pedro Calmon / SecultBA.

Outras atividades sobre a Independência do Brasil na Bahia movimentarão as bibliotecas públicas do Estado, administradas pela Fundação Pedro Calmon, durante todo o mês de junho. A programação completará está disponível no site do órgão: http://www.fpc.ba.gov.br/

0 comentários:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Publicidade

Publicidade